Older blog entries for valessio (starting at number 224)

Links compartilhados

  • HTML5 e LLVM: Doom portado para a web

    Enviado por Rafael Neri (rafepelΘgmail·com):

    “Doom, o pai de todos os FPS, agora pode ser jogado no navegador. Trata-se de uma aplicação HTML5 e JavaScript que funciona diretamente no navegador, sem necessidade de plugins. O mais impressionante é que não se trata de um remake, mas sim de um port. Os autores utilizaram Emscripten, um backend para LLVM que traduz programas C para JavaScript, para compilar o código fonte publicado pela ID Software.

    Testei no Firefox 4.0.1 e funcionou muito bem, confira: [developer.mozilla.org/…]” [referência: noticiaslinux.com.br]

Syndicated 2011-06-04 02:40:26 from ValessioBrito.info

Links compartilhados

Syndicated 2011-06-03 02:34:30 from ValessioBrito.info

Links compartilhados

  • Google Wallet: o uso do smartphone como carteira mais perto de se tornar realidade
    Shared by Valessio
    Tenha medooo, o Google vai saber até quanto tem no seu “bolso”… Já estou imaginando o Google Ads: “Com apenas R$XXX, você compra Isso…” … Ele já sabe do que você precisa, imagine sabendo quanto você tem.

    gwalletO consórcio formado pela Google, Citigroup e MasterCard ganhou reforços da First Data e da Sprint e avança na realização do seu projeto, já comentado aqui, de transformar smartphones em carteiras contendo dinheiro eletrônico.

    O app, chamado Google Wallet, foi demonstrado hoje no escritório da Google em Nova York na presença de representantes das empresas parceiras.

    A proposta do sistema é facilitar pagamentos, possibilitando ao usuário autorizar uma transferência ao simples toque na tela. Além do pagamento em si, a carteira virtual da Google irá oferecer recursos que estreitem a relação entre as empresas e consumidores, expondo promoções e descontos especiais para o cliente fidelizado. É um esforço para fazer com que o sistema seja interessante tanto para o usuário quanto para as empresas que adotarem o sistema.

    Além dos seus dados de cartão de crédito, o plano é que a Google Wallet possa carregar vários outros dados, em forma de cupons de descontos e até de ingressos. Com isso o usuário poderia, por exemplo, ter acesso a um evento musical ou esportivo usando um ingresso que já está salvo no seu smartphone, que se comunica com a roleta através de NFC e libera a sua entrada. Em tese, até seus documentos de identidade e as chaves da sua casa e do seu carro poderão estar dentro dessa super carteira.

    Na primeira ocasião em que tratei desse assunto aqui, a maior preocupação manifestada pelos leitores foi referente à segurança. Os detalhes do sistema nesse aspecto foram agora esclarecidos, mostrando que ele contará com várias camadas de segurança, envolvendo forte encriptação de dados e um código PIN que servirá para travar sua carteira contra uso não autorizado. Pelo que posso imaginar, a não ser que seja encontrada alguma séria vulnerabilidade, possibilitando hacks, essa carteira não poderá ser mais insegura do que carregar por aí dinheiro em espécie dentro da sua ancestral pré-histórica feita em couro.

    Tomando nossas precárias condições de segurança pública no Brasil para construir um caso hipotético, digamos que um sujeito aponte uma arma à cara do outro e este possua uma Google Wallet. A única forma dessa investida resultar em algo ocorrerá se o criminoso conseguir manter a vítima sob coação e for dar uma volta no shopping obrigando-a a fazer compras. Tudo bem, a situação da segurança pública é precária, mas ainda não vemos normalmente um cara conduzindo o outro para fazer compras sob a mira de um revolver.

    Outro aspecto curioso do anúncio de hoje, que deixa claro que as coisas estão avançando rapidamente no sentido de colocar o Android no mundo dos pagamentos via NFC, é que a plataforma da Google irá, efetivamente, sair na dianteira, criando um verdadeiro um ecossistema próprio de comércio eletrônico. Afinal, o Nexus S já está apto a funcionar com esse sistema e o iPhone 5, pelo que sabemos, não será equipado com o hardware necessário.

    gwallet-citi-mastercard

    Com informações do Business Wire.

  • Get Stoked
    Shared by Artur
    Eu acho que vou comprar uma pra mim, mas é porque andar tá demorando muito :)


    Comic Rank

  • Pra que servem cheques hoje em dia?

    Pra fazer arte, claro. Cheque é um negócio que só tem serventia pra loja de móveis e agiotas, o resto do mundo prefere ignorá-lo solenemente. A não ser, claro, que você algum dom artístico, criatividade e tempo.

    Vi no Ah Tri, né? Da maravilhosa Dani Koetz.

  • Photo

Syndicated 2011-05-27 20:33:38 from ValessioBrito.info

Links compartilhados

  • Adobe CS: Creative Suite for Linux
    Shared by Valessio
    Claro, ela esta com medo das ferramentas livres como por exemplo o GIMP e Inkscape, quais já estão em uma estágio avançado de desenvolvimento e funcionalidades. Sinceramente, quem da filosofia votar nessa enquete é retroceder ao que as ferramentas atuais são capazes.

    Então, galera!

    Adobe está pensando em chegar com a Suite CS no Linux! Mas está precisando de um incentivo…

    Disponibilizou uma página pra votação, até o momento (Abril de 2011) está em mais de 10.350

    Não sei se a Adobe acha isso muito… mas espera até as comunidades VOL e Under clicar n…

  • Adobe CS: Creative Suite for Linux
    Shared by Valessio
    Claro, ela esta com medo das ferramentas livres como por exemplo o GIMP e Inkscape, quais já estão em uma estágio avançado de desenvolvimento e funcionalidades. Sinceramente, quem da filosofia votar nessa enquete é retroceder ao que as ferramentas atuais são capazes.

    Então, galera!

    Adobe está pensando em chegar com a Suite CS no Linux! Mas está precisando de um incentivo…

    Disponibilizou uma página pra votação, até o momento (Abril de 2011) está em mais de 10.350

    Não sei se a Adobe acha isso muito… mas espera até as comunidades VOL e Under clicar n…

  • Sarkozy reúne grandes líderes da internet às vésperas de encontro do G8
    Shared by Valessio
    ai, ai…

    Sarkozy

    Às vésperas do G8, o premier Francês, Nikolas Sarkozy, organizou uma cúpula para reunir os líderes mais proeminentes da internet.

    Os principais convidados da lista de hoje e amanhã são Mark Zuckerberg (Facebook), Rupert Murdoch (News Corporation), Jeff Bezos (Amazon) e Eric Schmidt (Google), assim como top executivos da Vivendi, Groupon, Microsoft, gravadoras de música, operadoras de telefonia móvel, o fundador do Wikipedia (Jimmy Wales) o criador da licença livre Creative Commons (Lawrence Lessig), entre outros.

    A convocação anunciada indica que o encontro tem a finalidade de refletir sobre o impacto da Internet na economia e na geração de empregos, assim como também observar como a tecnologia rompeu com o modelo industrial tradicional e passou a ter um papel epicêntrico em questões importantes no mundo todo.

    Periódicos franceses como o Le Monde e o Le Figaro consideram que a a agenda anunciada exclui discussões importantes como a questão da liberdade e a utilização da informação na Internet.

    Um painel de debate já intitulado como “Internet e Sociedade” deve, segundo a assessoria da organização, tratar todos os temas a partir de uma perspectiva que leve em conta “uma rede mundial civilizada, ao invés de um espaço pleno de ciber-dissidentes”.

    Isso pode naturalmente provocar algum desconforto na opinião pública, uma vez que sem um formato em pormenor sobre quem é dissidente na internet ou não, o tom não saiu lá como dos mais conciliadores. Afinal, praticamente todo internauta pode ser considerado dissidente ao utilizar a rede mundial para se expressar contrariamente a qualquer coisa e o próprio termo em si está associado a importantes protestos e debates recentes.

    E embora Sarkozy já tenha sido bastante criticado por mudar sua posição a respeito da Internet algumas vezes, isso não invalida de todo a prerrogativa central por trás do encontro. Recentemente (19) o Google, a Apple e o Facebook foram convidados a depor como colaboradores em uma audiência oficial encomendada pelo senado do EUA para discutir questões como geolocalização e segurança da informação.

    Apesar desta última ter tido num tom pouco conciliatório e de debate, tendo alcançando contornos bem mais exigentes e comandatórios por parte dos senadores a inquirir as empresas sobre o assunto e o impacto de pequenos escândalos envolvendo o tema mundo afora, não se pode dizer que agregar os grandes líderes da rede mundial, tanto quanto seja possível, seja algo ruim. Pelo contrário. Mas nem tudo são fleurs-de-lis

    O ex-ministro das Relações Exteriores de Sarkozy, Bernard Kouchner, no ano passado já havia proposto que a França organizasse uma cúpula dedicada à proteção de ciber-dissidentes. Sua meta era dotar o país de ferramentas para protegê-los em nome da preservação da liberdade de expressão, procurando posicionar a França como um país favorável a isso e tendo na livre expressão a sua principal tônica diante da internet.

    A revista Marianne, de julho de 2010, publicou uma matéria sobre os contornos deste encontro, que uniria experts da Internet e governantes de mais 17 países, cujo principal objetivo era discutir a oferta de proteger os ciber-dissidentes com os mesmos formatos com os quais jornalistas são protegidos em casos de denúncias contra a liberdade. (Yahoo! France.)

    A Holanda havia dado um sinal verde para colaborar com o governo francês na organização deste encontro e sugeriu que ele acontecesse no dia 29 de setembro daquele ano. Um mês depois, em outubro de 2010, Sarkozy, através de uma publicação oficial que fazia mudanças de pauta e de agendas, mudou o discurso e alterou a posição da França em relação ao tema.

    A conferência anterior foi então cancelada pela aparente discrepância entre o governo de Sarkozy e o ministério exterior de Kouchner, que em novembro deixou o cargo.

    Já neste encontro os temas tratados serão a proteção de direito do autor, o cibercrime e o combate à ideia de que a Internet é meramente uma “zona global onde reina apenas o direito”. Até o momento, não há nenhuma menção de que Julian Assange ou quaisquer um de seus colaboradores do WikiLeaks tenha sido chamado para a conferência.

    Sarkozy já manifestou também seu interesse em organizar um novo encontro similar que deve acontecer também antes do G20, nos próximos dias 3 e 4 de novembro, em Cannes.

  • Sintetizador de vídeo com CPU copyleft

Syndicated 2011-05-24 20:31:00 from ValessioBrito.info

Links compartilhados

  • 4:20
    Shared by Valessio
    Isso me lembra os sites noticiosos sobre Jacobina…

  • 4:20

Syndicated 2011-05-22 20:30:08 from ValessioBrito.info

Links compartilhados

  • Campanha com antiZombie para kit de emergência
    URL:  http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/05/orgao-de-saud…  Acho que usar Zombie em uma campanha divertida para doação de orgãos também deve cair bem a essa “nova galera” plugada na internet.
  • Polêmica do dia: GNOME vai ter suporte só para Linux? (acho que não)
    Shared by Valessio
    Caso isso seja “verdade”, o Debian que tem por “padrão” o gnome, deve incorporar outro ambiente gráfico.. Já que se trata de um sistema operacional para diferentes kernels, não somente Linux.

    Essa é uma daquelas matérias difíceis de cobrir: alguns desenvolvedores disseram algo, outros sites publicaram passando a impressão a alguns leitores que quem “disse” foi o projeto GNOME e, para completar, um dos tais desenvolvedores já se desdisse (parcialmente).

    Resumindo: houve manifestações dizendo que chegou o momento de o GNOME adotar o systemd como dependência externa (o que só o manteria compatível com o Linux), e conduzindo à conclusão (também expressa por ele mesmo) que o futuro do GNOME é como um sistema operacional próprio, baseado no kernel Linux, e não como uma camada adicional cujos desenvolvedores precisam manter compatível com múltiplos kernels e camadas intermediárias.

    Mas na mesma discussão também foi dito que a natureza do GNOME como código aberto permitiria que os interessados em manter a compatibilidade com outros sistemas (BSDs, Solaris, etc.) certamente poderiam fazê-lo, se a mudança realmente ocorrer. E um dos autores dos posicionamentos polêmicos até esclareceu como essa compatibilidade poderia ser mantida, e na mesma ocasião respondeu a uma série de questionamentos sobre a polêmica. (via phoronix.com)

  • Exemplo do uso das Redes Sociais para o Bem
    Não sei se ainda o relato abaixo é algum Viral ou ação de alguma Veterinária lá no Rio de Janeiro… Mas fui “vítima” de clicar em “Compartilhar” e replicar a mensagem que um lindo cão estava precisando de alguém para adotar, caso contrario o mesmo seria sacrificado. Enfim, é interessante notar que horas depois, menos de [...]
  • Bitcoin quer ser a verdadeira moedinha virtual

    Existem diversos sistemas de “moeda virtual” que dão aquela forcinha na hora de realizar compras online. Em vez de digitar o número do seu cartão em qualquer .com por aí, esses sistemas, cujo maior expoente é o PayPal, requer apenas dois cliques.

    Tudo acontece automagicamente. Após confirmar a compra, o PayPal e seus similares debitam o valor gasto dos créditos da sua conta ou, na falta desses, na fatura do seu cartão de crédito, e a transação é concluída com sucesso.

    Parece muito moderno, e é! Mas no meio de campo temos as instituições bancárias, as mesmas que no século passado registraram movimentações da poupança numa caderneta de papel e que, até hoje, arrancam o couro dos pobres coitados que recorrem ao cheque especial.

    Bitcoin, a moeda virtualCom a proposta de ser, verdadeiramente, a moeda virtual definitiva, surgiram as Bitcoins. Não há intermediários aqui, todas as trocas entre as pessoas é feita de forma direta, num esquema meio P2P. Existe um software, open source e com versões para Windows, Mac OS X e Linux, para controlar as finanças e enviar/receber Bitcoins.

    O detalhe mais… curioso, porém, é na forma como as moedinhas são criadas. No mundo real, o dinheiro sempre vem em troca de alguma coisa: pedras preciosas, bens de consumo, alimentos, força de trabalho. As Bitcoins, não. Elas são criadas num esquema de “mineração virtual”, que utiliza o processamento dos próprios computadores para “cunhar” as moedas. Esse monte de aspas não é acidental e, sim, eu também levantei uma sobrancelha ao ler isso.

    Essa forma de geração garante um certo controle sobre a economia das Bitcoins. Seus criadores garantem que jamais existirão mais de 21 milhões delas, e na medida em que mais pessoas entrarem na brincadeira, o processo de mineração ficará menos e menos rentável. Dessa vez, pelo menos nesse aspecto, early adopters têm boas chances de se darem bem.

    Ok, tudo muito lindo, mas o que dá para comprar com as Bitcoins? As lojas virtuais, obviamente, têm que estar adaptadas para essa nova moeda. A wiki do serviço traz uma seção com um punhado delas que já estão adaptadas. Tem desde desenvolvedores de games independentes, passando por lojas de camisetas, livros e até serviços de hospedagem. Pela periculosidade do esquema, diria até que o rol de lojas é bastante grande.

    Com a promessa de ser para a economia o que a web foi e ainda é para a publicação de conteúdo, os objetivos das Bitcoins são bem ousados e, caso eles ganhem visibilidade e angariem usuários, não duvido nada que governos e grandes instituições criem barreiras para a sua utilização.

    Em 2009, existiam 41 moedas alternativas no Brasil, todas com o aval do governo. O objetivo delas é fomentar a economia local, de bairros e pequenas cidades, incentivando o gasto no comércio da região. Será que as Bitcoins podem entrar nesse contexto, servindo de moeda corrente para transações na “região Internet”? Ou o fato de não gerar o pagamento de impostos trará problemas às Bitcoins? O que você acha?

    Com informações do Gizmodo.

Syndicated 2011-05-20 20:30:44 from ValessioBrito.info

Links compartilhados

  • Definição de Literacia
    A definição desse autor apesar de esta em outro contexto é interessante para observar os novos sites/serviços online/blogs que estimulam “o filtrar da rede”, exemplo este Amplify, Busk.com, Thumblr (tem a função, reblogar), twitter (função retwittar), digg, reddit e tantos outros “clip marks” cujo tem como objetivo indicar/selecionar/filtrar um conteúdo na web. [...]
  • Vida de Programador: Erro na rede
  • Hiper-realismo

    Estou encantada com o trabalho de 3 artistas diferentes, mas que tem a mesma proposta: o hiper -realismo. Os três trabalham com pintura em tela e tentam captar ao máximo a realidade do assunto, criando uma imagem tão perfeita que parece uma fotografia:

    Alyssa Monks

     

    Diego Gravinese

     

    Lu Cong

    Beijos, Carol.

     

     

  • Isto não é uma pintura

    O que você está vendo aqui não é uma pintura. Não é um trabalho de Photoshop nem uma obra de renderização. É uma fotografia clicada por Frans Lanting, da National Geographic, capturando árvores no Parque Namib-Naukflut, no momento mais perfeito possível.

    Clique na imagem para vê-la inteira e sentir o efeito. O fundo laranja? Trata-se de uma duna refletindo o sol nascente da Namíbia. E enquanto as árvores parecem resultado de um sonho maluco, elas são bem reais e fazem parte de um dos maiores parques nacionais do país. É lindo, é sereno, é surreal. E é quase impossível acreditar que a única pintura aqui foi feita pela natureza. No link ao lado, possível baixar a imagem em alta, para usar de wallpaper e impressionar o pessoal do trabalho. [National Geographic via The High Definite]

Syndicated 2011-05-19 20:32:00 from ValessioBrito.info

Links compartilhados

  • Programador curioso cria sistema Linux que roda inteiramente sobre Javascript

    Fabrice Bellard, cujo nome vocês talvez reconheçam pelo seu papel fundamental em projetos como FFmpeg e QEMU, estava curioso sobre técnicas de criação de código otimizado para os engines Javascript dos navegadores mais modernos (Firefox 4, Chrome 11), e resolveu praticar criando (“por diversão”, segundo ele) um emulador completo de CPU 486 (e outros componentes básicos associados) em Javascript.

    Não satisfeito, portou o kernel Linux (e um conjunto mínimo de outros componentes) para rodar neste seu emulador. A distribuição criada por Bellard tem o kernel já preparado para dar boot neste ambiente e usar nele um filesystem contido na imagem de boot, contendo o BusyBox, o compilador TinyCC e o QEmacs. (via lwn.net)

Syndicated 2011-05-18 20:34:09 from ValessioBrito.info

Links compartilhados

Syndicated 2011-05-17 20:37:29 from ValessioBrito.info

Identi.ca de 2011-05-16

  • Atenção Brasilia! Plenária sobre compra de software fechado no governo federal dia 19 (nesta quinta); Microsoft presente! http://va.mu/DMo #

Syndicated 2011-05-17 02:59:59 from ValessioBrito.info

215 older entries...

New Advogato Features

New HTML Parser: The long-awaited libxml2 based HTML parser code is live. It needs further work but already handles most markup better than the original parser.

Keep up with the latest Advogato features by reading the Advogato status blog.

If you're a C programmer with some spare time, take a look at the mod_virgule project page and help us with one of the tasks on the ToDo list!