20 Oct 2008 boto   » (Journeyer)

As merdas que a gente escreve

English readers: skip to the paragraph in engrish below. It’s the fun part. 8)

Ontem eu estava organizando o monte de tranqueira que tenho guardada nos armários. E achei o texto do meu “projeto final” do curso técnico de processamento de dados que fiz na ET-UFPR, durante o ensino médio.

O projeto final do curso da ET-UFPR era uma maneira dos alunos fazerem de conta que aprenderam a programar e a planejar um sistema de informação, e da escola manter os alunos (bastante) ocupados durante o último ano do curso. Não importa que você aprendeu a programar, que o programa que foi feito não funciona (e se compõe principalmente de telinhas bonitinhas feitas arrastando componentes no Delphi), nem que você não sabe pra que diabos vai usar a maior parte dos diagramas que botou na “monografia” do seu projeto final. O mais importante é que você teve muito trabalho para fazer o projeto.

(A maior prova de que o projeto era um grande faz-de-conta é o nome que encontrei na página da dedicatória. Sério: onde a minha equipe (incluindo eu) estava com a cabeça quando dedicou o trabalho ao MJB[1]?)

O trabalho tinha um “resumo”, em português, e um “abstract”, em inglês (não lembro se isso foi idéia da nossa equipe ou de algum professor fã de protocolos acadêmicos). O texto em inglês foi a coisa mais hilária que li recentemente. A equipe que fez o trabalho era composta de quatro pessoas, e eu não lembro quem foi que traduziu o texto para o inglês. Mas tenho certeza que todos os quatro revisaram a coisa e acharam que estava bom.

Para sua diversão, aqui estão as duas versões do texto, exatamente do jeito que encontrei. Em minha defesa, eu só posso dizer: eu tinha 16 anos na época.

Em português:

Resumo

Um zoológico é um local que disponibiliza aos visitantes a oportunidade de conhecer animais de várias partes do mundo, proporcionando simultaneamente lazer e conhecimento. Para que este objetivo seja alcançado, é necessário um trabalho de bastidores que envolve material humano (técnicos-administrativos com as mais diversas funções), controle da dieta e da saúde dos animais e orientação aos visitantes. Diante do grande volume de dados e informações necessárias para este controle, que deve ser feito de forma rápida e eficiente, os recursos da informática tornam-se ferramentas muito úteis. Assim, estamos desenvolvendo um aplicativo que tem como objetivo auxiliar os técnicos veterinários no gerenciamento de algumas informações relativas aos animais que ali estão alojados, como: alimentação, ocorrências veterinárias e alojamentos; e além disso, proporcionar aos visitantes, através de recursos audiovisuais (multimídia), uma forma interativa de obter informações gerais sobre os animais: localização no zoológico, origem, alimentação, peculiaridades, etc., bem como sua própria situação na área do parque. Estamos utilizando como ferramentas para o desenvolvimento do sistema a metodologia de análise orientada a objeto, UML, descrita por FURLAN (1998) e a linguagem de programação Borland Delphi, versão 4.0, utilizando SQL Server para o gerenciamento do banco de dados. O aplicativo será disponibilizado para utilização em rede, sob o sistema operacional Windows 95 ou superior. A implantação do sistema possibilitará uma redução no volume de papéis e no esforço necessário para o controle dos animais, melhor orientação e maior comodidade aos visitantes e também uma melhora significativa no processo de gestão do zoológico.


Em inglês:

(English readers: the piece of engrish below is an excerpt (typed exactly as-is) from the documentation of a “project” my team produced at a technical course during high school. It’s pure fun, so I am sharing it. In my defense, all I can say is: I was only 16.)

Abstract

A zoo is a place that gives to the visitor the opportunity to know animals of anywhere in the world, offer simultaneously leisure and knowing. To this purpose be reached, is necessary a lot of work of the tambours, that include human material (manage technician with several functions), the control of the alimentation and the healthy of the animals and orientation to the visitors. Because of the large volume of information necessary to this control, that has to be done fast and efficaciously, the resourses of technology became tools so useful. So, we are developing a system that has a purpose an auxiliary to veterinary technician in the management of some information relatives to the animals that are accommodated, how: alimentation, veterinary occurrence and accommodation; and beyond, offer to the visitants through multimedia, an interactive form to get general information about the animals: localization in the zoo, origin, alimentation, peculiarities, etc., his own situation in the area of the park. We are using UML, described by FURLAN (1998) as object-oriented analysis method. The programming language used was Borland Delphi, version 4.0, with SQL Server to the management of the Data Base. The system will be available to use in network, under the operation system Windows 95 or updated. The implantation of the system will allow a decrease of paper volume and work necessary to animals control, a better orientation and a bigger confort for the visitors and a signification improve in the management of the zoo.


[1] O professor orientador durante o projeto. Vou me abster de comentar sobre o que acho dele.

Syndicated 2008-10-20 02:08:33 from Eduardo Habkost / diary

Latest blog entries     Older blog entries

New Advogato Features

New HTML Parser: The long-awaited libxml2 based HTML parser code is live. It needs further work but already handles most markup better than the original parser.

Keep up with the latest Advogato features by reading the Advogato status blog.

If you're a C programmer with some spare time, take a look at the mod_virgule project page and help us with one of the tasks on the ToDo list!